Se a Grécia sair do euro, é Portugal a seguir


As instituições que estão a humilhar a Grécia estão também a humilhar todos os cidadãos europeus, porque estão a querer mostrar-nos que só há o caminho que eles próprios decidem e que os povos já não são livres de decidirem.
A Europa está a transformar-se numa ditadura da finança e as posições dos seus responsáveis fazem-nos lembrar a doutrina Brejnev sobre soberania limitada. Pedro Passos Coelho e o Presidente da República parecerem ignorar a importância geoestratégica da Grécia. Algo que Barack Obama compreendeu muito bem.

O que se está a passar ficará para a História como uma vergonha. E o Governo português engana-se ou mente quando diz que os cofres do país estão cheios. 

Estão cheios de dinheiro emprestado para pagar dívida. Se a Grécia sair do euro, é Portugal quem fica na linha da frente. Apoiar ou desejar a queda da Grécia é estar a abrir o caminho para a própria queda de Portugal. A Bolsa de Lisboa foi hoje a que mais caiu em toda a Europa.
Gostaria de ver os socialistas europeus com uma posição mais firme. Uma situação destas não pode ser abordada com posições de meias tintas.
Manuel Alegre

Sem comentários: