24ª. BAJA PORTALEGRE 500


28 a 30 de Outubro de 2010
23 anos de historial


A Baja 500 Portalegre foi a primeira competição de todo-o-terreno organizada em Portugal, em Junho 1987, com base na cidade de Portalegre.
De facto, o Clube Aventura, liderado por José Megre, um ex-piloto do Rally Dakar, tinha idealizado esta prova desde 1983, no entanto demorou cerca de 4 anos a concretizar esta ideia, desde que obteve ajuda e autorização das autoridades locais.
O Dr. Miranda Calha, então membro do Governo e actualmente Deputado da Assembleia da Republica, apoiou directamente esta iniciativa.
Foi em 1982 que começaram as actividades de todo-o-terreno não competitivas em Portugal, e também pela mão de José Megre que, juntamente com alguns amigos, formou o Clube Todo-o-Terreno.
Tendo participado no Paris-Dakar em 1982, 83 e 84 como um dos pilotos de fábrica da UMM, José Megre teve um enorme sucesso quando lançou a primeira Baja de Portalegre com o seu amigo, sócio e navegador do Dakar, Pedro Vilas Boas.
Efectivamente cerca de 100 carros e mais de 100 motos participaram na primeira Baja de Portalegre, então chamada Rali Maratona de Portalegre – Finicisa.
A prova decorreu num circuito de 400km, percorrido duas vezes sem quaisquer interrupções. Fortes chuvas e muita lama tornaram a prova num enorme desafio para os pilotos, carros e motos.
A segunda e a terceira edição viram o número de inscritos duplicado, mas foi na 4ª edição que foram atingidos os máximos de 250 carros e as 450 motos, que se mantiveram vários anos, depois da memorável edição de 1989 em que apenas 10% dos participantes conseguiu chegar ao fim da prova !
Desde o primeiro ano, a prova das motos foi internacional, e disputada pelos melhores pilotos de Todo-o-Terreno do Mundo, tais como Serge Bacou, Thierry Charbonnier, Gilles Lalay, Stephane Peterhansel, David Castera, Cyril Esquirol, Richard Sainct, Alain Perez, Thierry Magnaldi, entre outros.
No entanto, só em 1995 e 1996 é que um piloto estrangeiro venceu a Baja de Portalegre (Richard Sainct e Alain Perez, respectivamente).
EVOLUÇÃO DA PROVA
1987 - Realizou-se a primeira edição da prova sob o nome de Rali Maratona de Portalegre – Finicisa. Nas motos, a prova era aberta à participação de 2 pilotos, tal como na Baja da Califórnia.
1988 - Nesta 2ª edição, o percurso teve 2 voltas sem interrupções, num circuito com 400 km.
1989 - A prova foi disputada numa única volta, num percurso de 500 km de extensão. A prova decorreu sob o nome 500 km Cerveja Sagres Portalegre.
1990 - Nas motos, a participação passou a ser só para um piloto.
1997 - 11ª Baja Galp 500 Portalegre – Mudança do nome da prova, numa edição onde só se disputaram 182 Km, em 2 Sectores Selectivos, fruto das más condições atmosféricas que se fizeram sentir na prova.
1999 - Baja Porta da Ravessa 500 Portalegre – Entrada da Adega Cooperativa do Redondo que, a par da Câmara Municipal de Portalegre, foi dos principais patrocinadores da prova. Abandono do esquema tradicional de prova em linha, sendo esta dividida em 2 sectores selectivos com uma neutralização entre eles.
2000 - A prova não foi pontuável para o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno (Auto)
2001 - Na edição deste ano foi introduzido o sistema de 3 sectores selectivos, sendo o primeiro disputado após a realização do prólogo. A edição deste ano não contou para o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, mas candidatou-se à então criada Taça FIA de Bajas
2002 - Já com o estatuto de prova Taça FIA de Bajas, Portalegre regressou ao Campeonato Nacional com o estatuto de Prova “Joker”!!!
2003 - A 17ª Baja Anta da Serra 500 Portalegre continuou com o esquema de 3 sectores selectivos. Dois SS no sábado e um terceiro SS, ao qual se chamou “Epilogo”, no domingo.
2004 - A presença do piloto escocês Colin McRae, numa Nissan Pick Up, levou a Portalegre a presença de 250 000 espectadores (segundo dados da Guarda Nacional Republicana)
2005 - Com a presença das equipas oficiais da VW (Carlos Sainz, Bruno Saby, Jutta Kleinschmidt e Mark Miller) e da Mitsubishi (Hiroshi Masuoka e Luc Alphand), a prova foi disputada sobre péssimas condições meteorológicas, com a vitória a ser entregue ao francês da Mitsubishi. Nas motos a vitória foi para Mário Patrão. Nos quads o triunfo pertenceu a Rui Fernandes
2006 - Alinharam 114 Autos, 127 Motos e 84 Quads. Domínio do espanhol Marc Blazquez. Nas motos, Mário Patrão foi o mais rápido e nos Quad seria Luis Engeitado quem levaria a melhor.
2007 – Numa prova disputada sem chuva e com muito pó, destaque para a terceira vitória de Miguel Barbosa, desta vez ao volante de um BMW X5, e ainda para o domínio de António Maio e Vítor Santos em Moto e Quads, respectivamente.
2008 – Estreia mundial do novo Mitsubishi Racing Lancer que, através de Stéphane Peterhansel e Jean Paul Cottret, dominou a prova. Vitoriosos também – António Maio (motos) e Rui Mendes (quad), numa prova onde à partida alinharam 90 autos, 87 motos e 57 quads.
2009 – Quarta vitória para Filipe Campos (auto) e Mário Patrão (moto) em Portalegre.

Sem comentários: