Ausência de humildade...


É possível que se tenha de reconhecer que ser humilde, quando se possui grandes capacidades na profissão que se exerce, e isso é claramente reconhecido pelos outros, é bem capaz de ser uma arte difícil de dominar.

Pessoalmente, penso que a humildade é uma qualidade que nem toda a gente possui mesmo nos casos em que haveria mais do que razão para a pessoa ser humilde devido às suas reconhecidas incapacidades e insuficiências do que o contrario.

Será então a humildade uma qualidade que nasce com a pessoa e que, ou se é humilde ou não se é, porque não é coisa que se aprenda?

Penso que não será tanto assim. Acho que a vida, nos vai ensinando a ter uma determinada dose de humildade, à medida que vamos reconhecendo os nossos limites e a real dimensão das nossas capacidades.

Vem isto a propósito da nossa afamada estrela do futebol, ainda considerado o melhor do mundo entre os seus pares.

Independentemente do que eu penso sobre a justeza do seu êxito na profissão que escolheu, à medida que o tempo vai passando, a verdade é que vamos sendo confrontados com uma exaustiva sequência de notícias, sobre a sua pessoa e a sua vida, com demonstração de algumas atitudes suas, que deixam muito a desejar. Facto que, nos leva a pensar, que se algumas vezes o rapaz nos pareceu humilde, foi puro engano.

E isso obriga-nos, mesmo sem querer, a olhar para outros exemplos que são exactamente o contrário deste. Olhamos para um Luís Figo, um Rui Costa e um Kaká. E nunca nos lembramos de ver uma notícia sobre eles, no mínimo, parecida, com as que nos inundam os jornais, revistas, rádios e televisões.

Alguém se lembra de notícias sobre os amores e desamores destes senhores?

Alguém se lembra de ver, por parte deles, uma atitude ou um gesto menos educado, para com os jornalistas ou adeptos?

Portanto, a coisa não deve ser tão difícil assim.

Podem-me dizer a frase mais usada nestas situações, que é: a fama subiu-lhe à cabeça.

Mas, embora reconheça que há um pouco de verdade nisso, a maior percentagem, na minha opinião, vai para outras duas questões; falta de formação adequada e falta de humildade. O que é uma pena.

Comportamentos de novo-riquismo, já se esperavam, mais ou menos, dada a sua origem pobre e de condição social média-baixa. Mas, má educação e total ausência de humildade, acaba por nos surpreender um pouco. E é pena. Mas isto, só vem dar razão ao velho dito popular que afirma; - Na vida, nunca se pode ter tudo.

Ao rapazote, não lhe falta dinheiro (até ver) mordomias e fama inerente. Também não lhe falta arte na profissão de jogador de futebol, embora esta parte ainda vá passar por uma prova difícil que se chama Real Madrid, mas falta-lhe claramente mais educação e humildade, que só lhe ficaria bem aprender a ter. Mas, como já disse, não se pode ter tudo, nem mesmo quando se pensa que se atingiu o estatuto de um deus, esquecendo que também há deuses de pés de barro. E não estou a dizer que é o caso, mas…

Claro que temos também de considerar que a arte de ser humilde é bem capaz de ser mais difícil do que a arte de jogar futebol. Embora eu não considere que isso possa servir de desculpa.

Enfim, pelo menos desta vez, o exemplo do moço serviu apenas para este artigo sobre a arte difícil da humildade, e não para dar mais uma notícia do tipo “faca e alguidar”.

É só esta minha mania de me meter onde não sou chamado.

V.F.

(In, http://vitorfaria.bloguepessoal.com/184613/A-ARTE-DIFICIL-DA-HUMILDADE/)

1 comentário:

JJ disse...

Parabéns pelo excelente texto que subscrevo inteiramente.
Todos os dias cada um de nós reconhece existir, cada vez mais, um número imesurável destas criaturas, a quem foi dado o poder de mão beijada e que se intitulam "self made mens", aqueles que são capazes de importantes decisões, a seu exclusivo favor, e a quem a ausência de humildade condenou a uma ignorância atroz e uma falta de sentimentos para com os outros.
São criaturas que drasticamente, estarão irremediavelmente condenados ao insucesso.
A ver vamos...