Espelho meu


O espelho quebrou-se.

O encantamento perdeu-se no tempo.

A desilusão é real e abusa.

Não a consigo dominar.

É insistente.

Não volta para trás nem que a matem.

(Porque é imortal!?)

Porque a minha fama a ilude.

(Como vou sair disto?)

Talvez haja um meio!?

Entretanto,

vou passar pelas brasas…


João Belém

08-2009

Sem comentários: