O 25 de Abril e a Democracia da Treta

Recordo com alguma clareza o dia 25 de Abril de 1974, eu um jovem adolescente sem qualquer conhecimento da realidade do meu País e do que realmente se passava, acorda para uma realidade para a qual não se encontrava preparado. Naqueles dias a confusão era grande, apenas uma pessoa me dizia o que se passava, o meu Pai, a escola por obra do que se passava ficou sem efeito durante vários dias, semanas, fixe dizia eu na altura depois veio todas aquelas manifestações e acontecimentos que se foram sucedendo e eu nada entendia do que se passava, lá para com os meus botões pensava, este pessoal está todo maluco. Existia uma guerra lá longe, morriam pessoas, claro que sabia duma guerra, até porque um familiar já lá tinha estado, recordo as fotos e as cartas, mas sinceramente não me dizia nada, andava preocupado com o meu Pai e a Mãe, na altura muito doente. Os discursos inflamados e com fortes palavras "o povo unido jamais será vencido " e nem mais o quê, para mim não me dizia nada, falavam de golpes e contra golpes. para mim só tretas e que nada alteravam no meu dia a dia. Continuava a praticar o meu desporto favorito na altura, jogar á bola com uns amigos, nem se falava de nada havia uma espécie de silêncio estranho, medo muito medo. Bem depois veio a estabilização, eleições o que era isso, votar em quem e porquê, lá me fui apercebendo do que era a Democracia, nós o Povo votavamos em algumas pessoas e elas iriam cuidar do meu nosso futuro, fixe pensei eu. Será que é mesmo assim, sabia lá eu. Bem de adolescente passei rápidamente a homem com responsabilidades, alimentar a minha familia, pagar rendas, escolas, trabalho, curioso foi quando comecei a ouvir agumas pessoas a falar " isto está pior que no tempo do Salazar", outras diziam " queres mais guerra, pide e passar fome" e as coisas começaram a fazer-se luz. Comecei a perceber que afinal não seria assim como pensava, eleger quem e porquê, nunca falei com nenhum sobre os meus problemas e anseios, em Democracia não seria suposto eu falar com os meus " Representantes". Bem afirmavam alguns o tal Salazar esteve anos a fio no Poder, mas pergunto eu hoje, quantos dos ditos democratas se encontram nos corredores do poder, alguns desde a primeira hora, será isto democracia, dizem os eruditos, foram eleitos pelo Povo, o mesmo Povo cuja voz foi abafada, o sistema hoje não tem guerras, tem mas são pela liberdade, hoje não existe a Pide, não é preciso temos outros sistemas bem mais avançados e altamente sofisticados, mas que raio de "democracia " é esta em que voltamos á estaca zero, somos uns tolos.

http://jn.sapo.pt/blogs/camaleao/archive/2009/02/08/o-25-de-abril-e-a-democracia-da-treta.aspx



Sem comentários: